segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Inter de Mourinho e Real de Pepe vencem Supertaças

Alucinantes! É assim que podemos caracterizar os jogos de ontem referentes às Supertaças Italiana e Espanhola. José Mourinho alcançou o seu primeiro troféu ao serviço do Inter de Milão, batendo a Roma por 6-5 nas grandes penalidades. Uma das contratações "exigidas" pelo técnico português, Muntari, fez o primeiro tento do jogo, aos 18 minutos. Já segunda parte, à passagem do minuto 60, De Rossi fez um grande golo e empatou a partida. Pouco depois entraria o jovem prodígio Balotelli, que na recta final do encontro fez o 2-1. Quando tudo parecia apontar para um triunfo dos rossonneri, Vucinic restabeleceu a igualdade, em plenos descontos. O prolongamento não trouxe alterações no placard e a lotaria dos penalties sorriu a Mourinho, Figo e Pelé, que bem podem agradecer ao guardião Júlio César e ao capitão Javier Zanetti.

Em Espanha tudo indicava que a Supertaça seguiria para as vitrines do Valência (que ganhara 3-2 na primeira mão), depois do golo de David Silva, aos 32 minutos. O cenário piorou ainda mais para os merengues com a expulsão de Van der Vaart, que viu o vermelho directo após uma entrada duríssima. No início da segunda parte, Van Nistelrooy marcou de penalty e relançou a partida. Contudo, a equipa de Bernd Schuster ficaria reduzida a nove unidades depois Nistelrooy ter visto a segunda cartolina amarela. Quanto tudo parecia perdido, Sérgio Ramos (77') e De La Red (85') operaram uma reviravolta espectacular. Até ao final do jogo, Higuaín (87') e Morientes (90') ainda tiveram tempo para fazer o gosto ao pé, colocando o resultado final em 4-2, numa vitória histórica do Real de Pepe, sobre o Valência de Miguel.

1 comentário:

Giallorossi disse...

Este Mourinho é mesmo pé quente...dass

Até tú Totti?