quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Se Portugal não marca, a Dina...marca!

Portugal perdeu, esta quarta-feira, frente à Dinamarca por 3-2, num jogo de qualificação para o Mundial'2010, em que a equipa portuguesa conseguiu estar por duas vezes a vencer. Com esta derrota, a selecção lusa perdeu a liderança do Grupo 1.
Apesar da Dinamarca ter entrado melhor em campo, Portugal ia dominando a primeira parte, quando, a quatro minutos do intervalo, uma excelente jogada pelo lado esquerdo que envolveu Simão, Paulo Ferreira e Hugo Almeida ofereceu o golo a Nani.
Portugal entrou um pouco intranquilo para a segunda parte, mas, apesar de algumas ameaças dinamarquesas, o primeiro lance de perigo acabou por surgir junto da baliza de Andersen, que viu Simão, isolado por Hugo Almeida, a atirar por cima.
Este foi o primeiro de vários lances de golo desperdiçados pela selecção portuguesa até aos 83 minutos, altura em que Bendtner conseguiu igualar o marcador, aproveitando uma escorregadela de Bosingwa, para, solto, rematar para o fundo da baliza de Quim.
Contudo, Portugal reagiu bem e voltou a ganhar vantagem, por Deco, na conversão de uma grande penalidade, a punir falta de Andreasen sobre Nuno Gomes.
A poucos segundos dos 90 minutos, a Dinamarca voltaria a empatar, por Poulsen, na sequência de um canto, em que Quim saiu muito mal da baliza.
O resultado ficou completo aos 92 minutos, quando Jensen rematou de longe e beneficiou de um desvio de um jogador português para marcar o golo da vitória.
Com este resultado, a equipa das quinas desceu do primeiro para o quarto lugar do Grupo 1 de qualificação, estando atrás das equipas da Albânia, Dinamarca e Suécia, com menos um ponto.

Num jogo disputado no Estádio José Alvalade perante 33.505 espectadores, as equipas alinharam da seguinte forma:

Portugal: Quim, Bosingwa, Ricardo Carvalho, Pepe, Paulo Ferreira, Raul Meireles, Maniche, Deco, Nani (João Moutinho, 88), Simão (Danny, 72) e Hugo Almeida (Nuno Gomes, 72).
Suplentes: Eduardo, Miguel, Bruno Alves, João Moutinho, Danny, Yannick e Nuno Gomes.

Dinamarca: Stephan Andersen, Lars Jacobsen (Michael Silberbauer, 47+), Leon Andreasen (Martin Bernburg, 88), Daniel Agger, Martin Laursen, Christian Poulsen, Dennis Rommedahl, Daniel Jensen, Peter Lovenkrands (Jonas Borring, 71), Jon Dahl Tomasson e Nicklas Bendtner.
Suplentes: Kevin Sthur Ellegard, Per Kroldrup, Michael Silberbauer, Martin Vingaard, Hjalte Bo Norregaard, Martin Bernburg e Jonas Borring.

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Nani (56), Jon Dahl Tomasson (72), Danny (78).

1 comentário:

petinga disse...

Que país é estiiiii, que país é estiiii...