terça-feira, 9 de setembro de 2008

Sub-21 envergonham o futebol português

Longe vão os tempos em que as selecções jovens lusas dominavam a Europa. Depois da ausência nos Jogos Olímpicos de Pequim, Portugal não vai ter representação no próximo Europeu de Sub-21, a realizar na Suécia em 2009. À partida para o derradeiro encontro da qualificação, a "selecção das quinas" sabia que tinha de construir um resultado dilatado para sonhar com o apuramento, mas os pupilos de Rui Caçador protagonizaram um exibição paupérrima.


O treinador português colocou em campo um onze demasiado conservador, apostando em quatro centro-campistas (Pelé, Miguel Veloso, Paulo Machado e Manuel Fernandes) e dois laterais de pouca propensão ofensiva (Vasco Fernandes e Gonçalo Brandão). Decisão lamentável para quem tinha de golear... Depois de 30 minutos de fraquíssima qualidade, Vieirinha constrói uma boa jogada pela direita e oferece o golo a Vaz Té, que fuzila o guardião irlandês. Portugal parecia (finalmente!) acordar e 8 minutos depois o capitão Manuel Fernandes dispara forte e faz o 2-0, resultado encorajador com que se chegava ao intervalo.


Quando se esperava que os jovens lusos mantivessem a toada, os irlandeses aproveitaram as facilidades concedidas pela defensiva portuguesa e chegaram ao empate, com golos do nº 10 Garvan. A República da Irlanda acabava de marcar o mesmo número de golos que havia marcado em toda a qualificação... A conjugação de resultados dos adversários directos (os candidatos aos quatro melhores segundos classificados) estava a favor de Portugal, mas a selecção não conseguia fazer o que lhe competia: vencer a débil selecção irlandesa. Com 25 minutos para jogar, exigia-se aos jogadores portugueses mais concentração, atitude e mestria, pois mais golos voltariam a colocar Portugal na corrida. Incrivelmente, os sub-21 continuaram mergulhados num marasmo infindável, perdendo bolas com uma infantilidade tremenda (Pelé e Miguel Veloso estiveram irreconhecíveis), demorando muito tempo na transição defesa-ataque, e permitindo que a Irlanda estivesse muito perto de fazer o terceiro golo... Hélder Barbosa ainda tentou remar contra a maré (rematou ao poste aos 79 minutos), mas o seu esforço foi infrutífero. O apito final acabou de vez com a apatia dos portugueses, que rubricaram uma exibição de fazer corar o futebol português.


Ficha de jogo

Portugal vs Rep. Irlanda
Qualificação Euro'2009 de sub-21
Estádio dos Barreiros, Madeira
Árbitro: Jérome Efong Nzolo (Bélgica)

Portugal
Rui Patrício, Vasco Fernandes, Manuel da Costa, Nuno André Coelho e Gonçalo Brandão; Pelé, Manuel Fernandes e Miguel Veloso; Vieirinha, Ricardo Vaz Té e Paulo Machado
Suplentes: Ricardo Batista, Miguel Lopes, João Moreira, Hélder Barbosa, Bruno Gama, Vítor Vinha e Carlos Saleiro
Treinador: Rui Caçador

Rep. Irlanda
Redmond, Coleman, Liddle, Ryan e Spillana; Nolan, Judge, McCarthy e Amond; Garvan e Scannell
Suplentes: Henderson, Gleeson, Moore, Madden, Moloney, Berrett e Dennehy
Treinador: Donald Givens

3 comentários:

Madail disse...

Volta Couceiro, estas perdoado...

Juliano disse...

Pelés, Migueis Velosos, Manueis Fernandes, Manueis da Costa, é só grandes craques...

Anónimo disse...

o miguel veloso não tem lugar nem nos sub-21 nem no sporting, quanto mais na selecção A... quando o scolari se lembrou dessa devia tar "alegre" já...