quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Anda Pacheco!

O sucessor de Casimiro Mior (que ainda não acertou a rescisão com o clube) no comando do Belenenses poderá ser Jaime Pacheco. Jorge Costa era o preferido para o lugar, mas o actual treinador do Olhanense rejeitou a proposta. Em declarações à Rádio Renascença, o antigo central foi peremptório: «Mantenho-me aqui até que não me queriam mais. Propus-me vir para cá para defender este projecto». Pacheco encontra-se desempregado e já admitiu sentir-se «seduzido com a possibilidade de treinar um clube como o Belenenses».

6 comentários:

LORENZO DO CABO RUIVO disse...

Á ganda Pacheco! O homem que inventou a célebre expressão: 'faca de dois LEgumes'

fáfá de belém disse...

Eu voto 'açaime' Pacheco! Que é para ver se alguém põe canela naqueles pastéis paraguaios que o 'Quase'miro trouxe de terras de vera cruz...

Miguel Barros disse...

Sem querer dar uma de nacionalista acho muito bem que o Belenenses chegue a acordo com um destes dois técnicos. São portugueses, e sou um forte defensor do "produto nacional". Temos bons técnicos, bons jogadores, então porque razão continuamos a ir buscar "contentores" de treinadores e jogadores à América do Sul (na sua grande maioria)???

A prova de que somos bons no futebol está à vista de todos: veja-se o cas da Roménia onde exite um clube (Cluj) que tem um elevado número de jogadores lusos que têm ajudado oclube a projectar-se quer a nível interno quer a nível externo (Champions). Mas na Roménia não existe apenas o Cluj como exemplo de aposta na nossa juventude. São muitos os clubes daquele pais que investem no mercado luso.

Aposta que não se restringe apenas à Roménia, estendo-se a países como Chipre, Bulgária, ou russia Isto para não falar de que os nossos melhores jogadores e/ou treinadores estão nos campeonatos de topo mundial como Inglaterra, Espanha, Itália e Alemanha.

Não seria horinha de começarmos a inverter esta tendência de emigração? de começarmos a investir no que de facto é nosso? Eu já não falo em termos um Mourinho ou um Cristiano Ronaldo no nosso campeonato, esses são de outra galáxia, e nem mesmo os tubarões da Europa se podem darao luxo de os comprar, agora manter jovens como Semedo, Edinho, Cadu, José Couceiro, Manuel josé, entre MUITOS outros produtos do nosso burgo seria uma decisão bem mais acertada do que ir buscar ilustres desconhecidos que nem em clubes da nossa 2ª divisão tinham lugar.

Como amante do futebol dá.me uma certa tristeza olhar para os planteis da grande maioria dos clubes da Liga Sagres (especialmente os dos clubes da Madeira, e eunão tenho nada contra esses dois ilustres clubes) e ver que 90% dos jogadores não falam a lingua de Camões.

Numa altura em que se discute tanto o futuro dos nossos jovens custará assim tanto o nosso Estado começar a apostar numa forte politica de formação desportiva? Custará muito os nossos dirigentes da FPF em conivência com as entidade estatais do Desporto criarem uma lei para impedir a cada vez maior importação de estrangeiros para os nossos clubes? Será muito custoso dar a mão aos nossos jovens? Será que os senhores que mandam no país (e no Desporto) não vêem que o nosso "produto" tem muita qualidade???

Voltando ao post Jaime Pacheco ou Jorge Costa serão duas boas alternativas a este senhor Casimiro Mior que nem para treinar o meu Ermesinde Sport Cliube queria...

Tiago Pires disse...

concordo plenamente Miguel!

Quem fala assim... disse...

não é gago!

Esperem para ver disse...

O Pacheco há muito que merece estar num clube de jeito. Não compreendo como é que um treinador que já foi campeão nacional num clube que não um 'grande' está no desemprego, preferindo optar-se por alguém que não tem o minímo conhecimento do futebol português e da equipa que vai treinar. O que importa a esses senhores é trazerem os primos todos que conehcem que jogam futebol no Brasil. Devem receber comissão, só pode...

Força Pacheco! O futebol português e as enfermarias dos adversários precisam de ti!

GM