segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Como se diz ROUBO em italiano?

Portugal conseguiu este sábado um empate a zero no terreno da Suécia, um dos principais adversários no apuramento para o Mundial'2010 , num jogo que marcou o regresso de Cristiano Ronaldo à selecção lusa.
Em Solna, a selecção portuguesa entrou mal no encontro, que acabou por vir a controlar, mostrando-se, no entanto, mais interessada em defender o resultado, do que em arriscar em busca do triunfo.
Tal como tinha dado a entender na conferência de imprensa, o seleccionador português, Carlos Queiroz, manteve-se fiel ao 4-3-3, com Bruno Alves, Fernando Meira, João Moutinho e Cristiano Ronaldo a fazerem os lugares dos lesionados Ricardo Carvalho, Maniche, Deco e Simão.
Apesar de baixas importantes, como Tobias Linderoth, Olof Mellberg, Christian Wilhelmsson e Henrik Larsson, a Suécia entrou melhor no jogo e encostou Portugal para perto da sua área, criando inúmeras ocasiões de perigo.
A presença de Zlatan Ibrahimovic, que viu um amarelo e não joga em Portugal em Março, e Johan Elmander perto da área portuguesa, parece ter assustado a defesa e o meio-campo lusos, que demoraram a entrar no jogo.
As dificuldades da equipa das quinas eram evidentes e só o desacerto da finalização de Elmander ia mantendo o nulo, com o avançado sueco a desperdiçar boas ocasiões aos sete, 17 e 26 minutos.
Com dificuldades para furar as duas linhas de quatro homens com que a Suécia defendia a sua área, Portugal apenas conseguiu o primeiro remate enquadrado aos 30 minutos, por Bosingwa, para defesa fácil de Isaksson.
A selecção portuguesa começava a soltar-se e podia ter inaugurado o marcador aos 33 minutos, com Ronaldo a colocar em Hugo Almeida, que rematou para defesa apertada de Isaksson.
No minuto seguinte, os papéis inverteram-se e Hugo Almeida colocou em Ronaldo, que, em excelente posição, rematou por cima.
Quando o jogo parecia controlado por Portugal, Elmander voltou a dispor de uma boa oportunidade, após Bosingwa falhar o corte, mas, mais uma vez, atirou ao lado.
Com a defesa portuguesa muito mais concentrada e a não dar espaço aos avançados contrários, com Bruno Alves em destaque, Portugal dominou a segunda parte, mas não conseguiu criar grandes lances de perigo.
Aos 51 minutos, surgiu o remate mais perigoso de Portugal, com João Moutinho, à entrada da área, a atirar em arco, mas ao lado.
À passagem do minuto 54 o momento do jogo. Numa altura em que Portugal assumia o controlo das operações e procurava o golo que a colocasse em vantagem no marcador, Cristiano Ronaldo foi pelo flanco esquerdo, fez um passe sensacional por cima de dois defesas, desmarcou Paulo Ferreira, que quando procurava ganhar posição para tentar o cruzamento, foi derrubado dentro da área por um pontapé no peito de Majstorovic. O árbitro fez 'vista grossa' e não assinalou o respectivo penálti.
Zlatan Ibrahimovic parecia desaparecido do encontro, mas, aos 78 minutos, arranjou um pouco de espaço e, de fora da área, obrigou Quim a uma boa defesa.
Com o nulo, os lusos ficaram em terceiro lugar do grupo com quatro pontos em três jogos - iguais à Albânia, que joga quarta-feira em Braga, e Hungria - a um da Suécia e a três da Dinamarca, que lidera isolada com sete.

Ficha de Jogo
Qualificação Campeonato do Mundo África do Sul 2010
3ª Jornada, Grupo 1
Estádio Råsunda, em Solna
Assistência: 33 241 espectadores

Equipa de Arbitragem: Itália
Árbitro: Roberto Rosetti
Árbitros Assistentes: Paolo Calcagno e Cristiano Copelli
Quarto-Árbitro: Paolo Dondarini

SUÉCIA 0 - 0 PORTUGAL (0-0, ao intervalo)

Suécia: Andreas Isaksson; Behrange Safari, Daniel Majstorovic, Petter Hansson e Mikael Nilsson; Daniel Andersson, Sebastien Larsson, Kim Kallstrom e Samuel Holmen; Johan Elmander e Zlatan Ibrahimovic - CAP.
Suplentes:Johan Wiland, Fredrik Stoor, Andreas Granqvist, Max von Schlebrugge, Viktor Elm, Marcus Berg e Patrik Ingelsten
Treinador: Lars Lagerback
Disciplina: Cartão amarelo a Ibrahimovic (34').

Portugal: Quim; Bosingwa, Pepe, Bruno Alves e Paulo Ferreira; Fernando Meira, Raul Meireles e João Moutinho; Nani (Danny, 81'), Cristiano Ronaldo - CAP e Hugo Almeida (Ricardo Quaresma, 65').
Suplentes não utilizados: Eduardo, Miguel, Tonel, Manuel Fernandes e Nuno Gomes.
Treinador: Carlos Queiroz
Disciplina: Cartão amarelo a Ricardo Quaresma (80').

2 comentários:

Anónimo disse...

Roubo??? Mas que jogo é que voces viram? Sinceramente... jogamos zero e depois vêm com estas "desculpas" à Tuga

zé tuga disse...

É ROUBO sim senhor, e de Igreja!!! É verdade que que Portugal não jogou nada, ok, mas se aquele penálti ESCANDALOSO tivesse sido marcado (ou não era penálti?), muito dificilmente não gahariamos o jogo, pois se nós pouco fizemos, os suecos ainda fizeram menos...
Agora uma coisa é certa, para os que pensavam que a nossa VEDETA nos ia levar às costas, ficou a resposta...Para variar, os melhores foram os operários: mestre Alves, Pepe rápido, João pequeno...