domingo, 16 de novembro de 2008

Leixões de Sonho!

19 Pontos em 8 jogos, 6 vitórias, 1 empate e 1 derrota. Um registo bastante satisfatório, que coloca a equipa de José Mota no primeiro lugar da Liga Sagres à oitava jornada, com mais um ponto, de momento, em relação ao segundo classificado. O Leixões, uma equipa considerada por muitos de “segunda linha”mas que esta época se transformou no “pesadelo” dos “Grandes”, é então líder com mérito do campeonato nacional!
Nesta última jornada, o líder defrontou o Sporting Clube de Portugal em Alvalade, jogo que acabou por vencer pela margem mínima (0-1). Este jogo adquiriu, no meu ponto de vista, um papel fundamental para comprovar que a liderança desta “pequena” equipa deve-se a muito mais que sorte: a trabalho, esforço, dedicação, atitude e, sobretudo, vontade de crescer! É certo que ser líder neste momento não implica a vitória da competição! Como dizia uma vez Quique Flores “não se vencem campeonatos em Setembro”. Contudo, é altura de reconhecer o bom trabalho e a qualidade desta equipa, que mais do que surgir como “equipa sensação” nas três primeiras jornadas, conseguiu manter-se na liderança, mesmo após ter defrontado os “três grandes”. Alguns poderão considerar tardio este reconhecimento, mas penso que uma avaliação correcta deste “fenómeno vermelho e branco” só poderia ser realizada depois de um número considerável de jornadas e após defrontar os adversários mais “duros”.
Em relação ao que aconteceu dentro de campo, o Leixões demonstrou conhecer o adversário (a forma de defender, a maneira como transita para o ataque em velocidade e junto à ala, as trocas de bola no meio campo, o modelo de finalização…), foi uma equipa inteligente, organizada, tacticamente correcta, capaz de detectar e tentar corrigir as suas falhas, ambiciosa, equilibrada… Enfim foi um colectivo repleto de qualidade e personalidade. Não se deixaram amedrontar pelo nome do adversário, entrando em campo decididos a consolidar a sua liderança!
Para além do bom trabalho técnico - táctico conseguido por esta equipa, também o espírito de grupo parece estar a crescer no seio deste plantel! Mérito da direcção e da equipa técnica, pois o nem só de remates bonitos e defesas fantásticas vive o futebol! Para haver sucesso, é preciso haver equipa. É preciso que em campo, e até mesmo no banco, TODOS se concentrem no objectivo, todos se apoiem e lutem, independentemente de ser titular ou suplente. Daquilo que pude observar, penso que neste momento o Leixões é uma equipa!
Gostava ainda de felicitar o guarda-redes Beto pela excelente exibição que realizou ontem frente ao Sporting. Foi, sem dúvida, uma peça fundamental na vitória da sua equipa! É verdade que estiveram em campo mais jogadores que realizaram uma exibição de classe e com personalidade, contudo realço aqui o guarda-redes pois penso que acaba por ser uma figura esquecida por todos no final do jogo. Todos falam da avançado que goleou, do médio que brilhou com passes do outro mundo, do defesa polivalente, mas poucos falam do homem que “entre postes” foi “rei” e impediu que o adversário facturasse. Porquê lembrar os guarda-redes apenas quando contribuem para o mau resultado? Esta posição extremamente ingrata, que implica muita responsabilidade, é fundamental dentro de campo. Sem guarda-redes tudo se torna mais complicado! Por isso lanço o desafio de se começar a observar mais atentamente esta posição, e a destacar não só as suas falhas mas também os méritos! Ontem houve mérito de Beto (e muito), por isso mais uma vez parabéns!
Em jeito de conclusão, gostava de dar os parabéns ao Leixões! Comprovou ontem a sua qualidade, não só a nível táctico e técnico, como também como grupo. Ainda há trabalho a ser feito, pequenas falhas que necessitam ser corrigidas, mas penso que estão no bom caminho para construir uma equipa sólida no e para o futuro. Continuem com os pés bem assentes na Terra, não se deixem iludir, pois neste momento nada é definitivo. Continuem simplesmente a lutar pelos resultados a que têm direito! Tenham ambição e garra! Insistam em ser uma equipa que representa grande parte daquilo que o futebol devia ser!

2 comentários:

Bebes de Matosinhos disse...

Toca a mudar a fraldinha ao Bentinho :P

oiçam o que vos digo disse...

Presunção e Paulo Bento, nunca fizeram mal a ninguém...