sexta-feira, 29 de abril de 2011

Benfica falha final da UEFA cup

O Benfica não conseguiu bater os italianos do Montesilvano e sucumbiram perante os italianos, que venceram por 3-0 as águias. Perde-se assim a hipótese de termos uma final portuguesa, uma vez que o Sporting já tinha garantido a presença na final.


O jogo decisivo será disputado no Domingo, às 12:30, e oporá os campeões italianos em título ao Sporting, exactamente na mesma condição.

Sporting na final da UEFA Futsal Cup

O Sporting apurou-se esta sexta-feira para a Final da UEFA Futsal Cup, ao vencer o Kairat no seu reduto, em Almaty (Cazaquistão) por 3-2.

Os leões entraram muito forte no jogo, conseguindo uma vantagem de 2 - 0 com golos de Divanei e Caio Japa. Mas os cazaques conseguiram restabelecer a igualdade graças a um bis de Leo Santana. Contudo, essa igualdade não se manteve sequer durante um minuto, pois Caio Japa voltou a fazer o gosto ao pé e marcou o golo decisivo, que garante a passagem dos verde e brancos à final.

Agora, resta saber se o Benfica conseguirá fazer o mesmo sobre o Montesilvano para termos uma final completamente portuguesa.

Máquina do Tempo: O treinador mais titulado do futebol português

Apesar de ter nascido do outro lado do Atlântico, no Rio de Janeiro a 9 de Janeiro de 1917, Otto Martins Glória tornou-se lenda em terras lusitanas, onde graças à sua invulgar capacidade de conduzir artistas da bola tornou-se no treinador mais vitorioso da História do futebol português.

O seu percurso no futebol foi iniciado na qualidade de jogador, tenho actuado em clubes da sua cidade natal, nomedamente o Vasco da Gama, Botafogo e Olaria. Contava apenas com 25 anos quando pendurou as chuteiras e iniciou uma fantástica carreira de treinador, tendo-lhe sido confiadas na altura as equipas de futebol juvenil do Vasco da Gama. Posteriormente passou a adjunto do técnico Flávio Costa na equipa principal, não tardando muito a assumir ele o comando técnico dos vascaínos. O seu talento chegou aos ouvidos dos dirigentes do futebol português, tenho o presidente do Benfica daquela época feito uma aliciante proposta ao jovem técnico para vir para Portugal orientar os encarnados.

Chegar, ver e... vencer

Chegou a Lisboa no dia 24 de Junho de 1954, e desde logo impôs uma profunda remodelação no futebol do Benfica. Com uma forte personalidade e muito saber Otto faria a dobradinha (campeonato e taça) logo na sua primeira temporada (54/55) em terras lusas. Ficaria na Luz nas quatro temporadas seguintes, tendo conquistado mais um campeonato nacional (em 56/57), e mais duas Taças de Portugal (56/57 e 58/59).

Deixou o Benfica nas vésperas do clube partir para as conquistas das suas duas Taças dos Campeões Europeus, entregando o comando da equipa a Bela Guttman. Apesar das vitórias europeias dos encarnados terem sido alcançadas pelo treinador húngaro muito do trabalho base iniciado é obra de Otto Glória. Viajou depois até ao Restelo, para orientar o Belenenses, onde esteve duas temporadas, tendo logo na primeira (59/60) dado ao emblema da Cruz de Cristo a Taça de Portugal. Seguiu-se novo clube da capital, desta feita o Sporting, onde ficaria durante uma época e... alguns dias, pois sairia no início da temporada 61/62 devido a desentendimentos de nível directivo.

Depois de Lisboa Otto rumaria ao Porto para treinar o clube mais emblemático desta cidade, o FC Porto. Não seria muito feliz nos dois anos em que esteve na Invicta, tendo por duas vezes ficado à porta do título nacional (dois 2ºs lugares) e perdido a final da Taça de Portugal de 63/64.
Voltaria ao Sporting, em 65/66, para ao serviço dos leões conquistar mais um título de campeão nacional. Mas como se costuma dizer: não há amor como o primeiro, e Otto voltaria na época seguinte ao Benfica, tendo nas três épocas em que lá ficou vencido por mais duas vezes o campeonato nacional e também por duas vezes a Taça de Portugal. No total foram cinco campeonatos nacionais e seis Taças de Portugal. Notável...

O comandante dos Magriços no Mundial de 1966

Os bons desempenhos de Otto Glória ao serviço dos quatro maiores (na altura) clubes portugueses não passaram despercebidos à Federação Portuguesa de Futebol, que em 1966 o chamaria para treinar a selecção nacional (o seleccionador português era Manuel da Luz Afonso, sendo que Otto era, por assim, dizer o treinador de campo) que nesse ano disputou o Mundial de Futebol, que decorreu em Inglaterra. O resto é história, como toda a gente sabe, e que bela história!

Portugal escreveria neste Mundial a página mais bonita da sua história, classificando-se num até hoje inigualável 3º lugar fruto da magia de Eusébio, Coluna, Simões, Jaime Graça, Torres, Hilário, Vicente, José Pereira, José Augusto, e claro... Otto Glória. Neste Mundial ele tornou-se no primeiro brasileiro a derrotar a selecção canarinha na fase final de uma competição deste gabarito!

Este brilharete no Mundial de 1966 abriu as portas do futebol europeu a Otto, que treinaria o Atlético de Madrid entre 1966 e 1968, antes tivera uma passagem fugaz, em 1962, pelo Marselha, período suficiente para levar este clube da 2ª para 1 ª divisão gaulesa. Em 1968, de regresso a Portugal, esteve perto da glória europeia, atingindo a final da Taça dos Campeões Europeus ao serviço do Benfica, que em Wembley seria derrotado por 1-4 pelo Manchester United de Charlton, Law e Best.

Depois de Portugal Otto treinaria no México (no CF Monterrey), a selecção da Nigéria, a qual guiou à conquista da Taça das Nações Africanas de 1980, e terminaria a carreira no seu país natal, tendo aí orientado a Portuguesa (onde se sagrou campeão paulista em 1973), o Santos, e o Vasco da Gama, tendo-se retirado em 1983 ao serviço deste clube.

Homem de diálogo fácil, algumas das frases mais bombásticas que fizeram história no futebol português são da sua autoria, como por exemplo: «Em Portugal, quando se perde o treinador é chamado de "Besta". Quando vence, de "Bestial"». Morreria a 2 de Setembro de 1986, no Rio de Janeiro, um dos mais brilhantes treinadores da história do futebol português.

Um FC Porto para mais tarde recordar

O FC Porto tem sido, indiscutivelmente, o clube português que mais orgulho nos tem dado nas competições europeias. Não é uma questão clubística, é um facto facilmente comprovável. Além da memorável Taça dos Campeões Europeus conquistada a 27 de Maio de 1987, em Viena, com um golo magistral de Madjer, os dragões têm mantido uma coerência invejável na prestação europeia. E, ocasionalmente, chega bem mais longe e dá (ou deveria dar, pelo menos) uma alegria aos portugueses.

Ontem foi mais um desses dias. Com uma bombástica exibição de Falcao, que marcou quatro tentos no arraso que o clube portista infligiu ao Villarreal, o FC Porto carimbou, sete anos depois, o passaporte para uma final europeia. E Villas-Boas não lhe ficou atrás, com a palestra que terá dado ao intervalo e que transfigurou a equipa. Tudo para levar o FC Porto, de novo, a uma final da sucessora Taça UEFA.

A melhor parte é que, desta vez, o jogo vai ser entre portugueses, numa final absolutamente inédita. Ou seja, teremos os dois melhores classificados da Liga Europa. Mas este factor positivo é um pau de dois bicos. A existência de um vencedor pressupõe um derrotado. E o derrotado também será português, o que fará com que portistas, benfiquistas ou bracarenses saiam desolados de Dublin. Haja então desportivismo, saudemos os que jogarem melhor e orgulhemo-nos das nossas equipas!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Liga Europa: FC Porto esmaga Villareal (5-1), Benfica vence Sp. Braga (2-1)

» Falcao afundou o «submarino»
O FC Porto e o Benfica venceram os respetivos encontros referentes à primeira mão das meias-finais da Liga Europa, colocando-se em vantagem com vista à final da prova, a ser disputada em Dublin. No Estádio do Dragão, o FC Porto goleou o Villarreal por 5-1, enquanto o Benfica conseguiu uma vitória caseira por 2-1 frente ao Sp. de Braga. Com a goleada dos «dragões», tudo aponta para uma final portuguesa.

Falcao faz «poker» no massacre portista
Com uma reviravolta histórica, o FC Porto goleou o Villareal por 5-1, e com Radamel Falcao a afirmar-se como máximo goleador europeu - fez quatro golos e o 15º na prova. Contudo, nem tudo foi fácil para os «dragões». A equipa orientada por Villas Boas dominou toda a partida, mas a verdade é que chegou ao intervalo a perder, com um golo de Cani (44').

Na segunda parte, o FC Porto atacou de forma avassaladora e chegou de imediato ao empate, graças a uma grande penalidade sofrida e convertida por Falcao (49'). Fredy Guarín empatou a partida aos 60 minutos, graças a uma jogada de insistência concluída com um cabeceamento certeiro. Depois, só deu Falcao. O goleador colombiano marcou por mais três vezes (67', 75', 90') apontando o primeiro «poker» da sua carreira. É também a primeira vez que um jogador faz quatro golos no Estádio do Dragão na mesma partida.

Benfica em vantagem para a segunda mão
Num desafio onde ganhará o futebol português, o Benfica superiorizou-se ao Sporting de Braga, conseguindo uma vantagem tangencial para a segunda mão. Golos só na segunda parte e todos de rajada: o reforço de inverno Jardel abriu o marcador para as águias, estavam decorridos 50 minutos; pouco depois, Vandinho empatou a partida, mas Óscar Cardozo voltaria a colocar as águias em vantagem (59'), graças a um míssil na conversão de um livre direto.

A segunda mão das meias-finais da Liga Europa disputa-se na próxima quinta feira, dia que pode ser histórico para o futebol português: pela primeira vez na história, poderemos ter uma final europeia portuguesa.

Mais uma obra de arte de Lionel Messi

O astro argentino Lionel Messi voltou a fazer das duas... Polémicas e clubismos à parte, o grande momento do clássico de ontem, entre Real Madrid e Barcelona, foi o golo de antologia do 10 'blaugrana'. Mais uma vez Messi fez lembrar 'El Diós' Diego Armando Maradona.

A rever:


Lukaku próximo do Chelsea

O jovem prodígio Romelu Lukaku está muito perto de se tornar jogador do Chelsea. De acordo com o Daily Mail, Roman Abramovich terá apresentado uma proposta de 20 milhões de euros ao Anderlecht, afastando o interesse de outros 'colossos' europeus no 'novo Drogba'. Aos 17 anos de idade, Lukaku é a estrela dos campeões belgas e já conta com 8 internacionalizações e 2 golos pela principal selecção da Bélgica.

Porto e Benfica favoritos nas 'meias' da Liga Europa

Arqui-rivais em 'vantagem' sobre Villarreal e BragaPorto e Benfica são claros favoritos nas meias-finais da Liga Europa, a avaliar pelas odds apresentadas pela bet-at-home.com.
'Dragões' e 'águias' são também os mais fortes candidatos a erguer o troféu no dia 18 de Maio, em Dublin.

O novo campeão nacional recebe o Villarreal embalado pelas duas vitórias diante do Benfica. Os pupilos de Villas-Boas tiveram uma semana para recuperar o fôlego, enquanto que o 'submarino amarelo' teve uma difícil deslocação a Sevilha no passado domingo. A vitória do Porto no Dragão é o cenário mais provável, com uma odd de 1,60. O empate está cotado a 3,50, enquanto que o triunfo dos 'amarillos' pode valer um retorno de 5,50 por cada euro apostado. Os azuis-e-brancos são também favoritos à qualificação para a final, como demonstra a quota de 1,55. A presença do Villarreal em Dublin está avaliada a 2,20.

Benfica e Braga vivem fases distintas, apesar do excelente trajecto que ambas as equipas percorreram na Liga Europa. Os índices físicos e anímicos dos 'encarnados' já conheceram melhores dias, ao passo que os 'arsenalistas' estão altamente motivados pela primeira meia-final europeia da sua história. Tal como o Porto, o Braga teve mais dias para preparar o jogo, enquanto que o Benfica jogou a final da Taça da Liga no sábado. No entanto, as 'águias' são favoritas na Luz, como indica a odd de 1,50. O empate (3,60) e a vitória do Braga (6,65) são tidos como muito improváveis. O Benfica também reúne maior favoritismo no conjunto das duas mãos, com uma odd de 1,40. A passagem do Braga à final apresenta uma quota de 2,70. A bet-at-home.com considera o Porto o semi-finalista com mais probabilidades de conquistar a Liga Europa (2,15). O Benfica é o segundo melhor cotado (3,40), à frente do Villarreal (4,25) e do Braga (7,00).Poderão existir alterações ao nível das odds.

Confirme as odds actualizadas em: http://www.bet-at-home.com/campaign.aspx?action=jumpEventGroup&SportID=1&EventGroupID=3429&cid=12487&lang=PT.

Portugal conhece adversários no Mundial de sub-20

Foram conhecidos hoje os adversários da selecção portuguesa na fase final do Campeonato do Mundo de sub-20, prova que de 29 de Julho a 20 de Agosto irá decorrer na Colômbia.

O combinado nacional ficou integrado no grupo B juntamente com o Uruguai, os Camarões e o representante da Oceania, sendo que neste último aspecto falta por esta altura saber se esta vaga será ocupada pelas Ilhas Salomão ou pela Nova Zelândia, dúvida essa que será desfeita já amanhã quando estas duas selecções se encontrarem para decidir entre si quem será o campeão daquela zona do globo. Ficou ainda definido que os jogos de Portugal serão realizados na Cidade de Cali, com a estreia a ser feita diante do Uruguai no dia 30 de Julho.

Na 2º jornada do grupo os portugueses defrontam no dia 2 de Agosto os Camarões, encerrando esta primeira fase no dia 5 de Agosto diante do campeão da Oceania.

O Reino do leão: O primeiro reforço!

Aí está o primeiro "reforço" para a época 2011/2012, Marat Izmailov! Não apenas por ter recuperado de uma lesão que o afastou durante quase uma temporada, mas devido à renovação do seu contrato, o que prova que o Sporting está atento ao seu profissionalismo e o quanto o Sporting confia nele para a temporada que se avizinha. Marat foi sempre daqueles jogadores que dá tudo em campo e que demonstra sempre vontade de ganhar, mesmo quando a vitória parece impossível, daí o carinho que os sócios e adeptos nutrem por ele. É destes jogadores que o Sporting precisa, por isso a sua recuperação e renovação é uma excelente notícia para o universo leonino. Fossem todos como ele...

Outro jogador que dá tudo em campo e cuja continuidade na próxima época é uma incógnita é o João Pereira. Perder João Pereira é perder um dos melhores laterais a actuar em Portugal e se o objectivo é formar uma equipa forte para lutar pelo título, a sua saída será um enorme revés. A base de uma boa equipa é uma defesa sólida e João Pereira é, a par de Evaldo e Patricio, um elemento essencial. Precisamos de reforços e não de vender os nossos melhores jogadores, a não ser por propostas irrecusáveis.

Por último, Godinho Lopes anunciou a reactivação de um fundo de 15 milhões de euros. Sendo este dinheiro aplicado na contratação de jogadores, na amortização do passivo ou em infraestruturas, é sempre uma ajuda para tornar o Sporting ainda mais forte...

por Jorge Saleiro

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Barcelona vence Real Madrid com «bis» de Messi (0-2)

» Messi silenciou o Barnabéu
O Barcelona deu um passo importante rumo à final da Liga dos Campeões, ao vencer o Real Madrid no Santiago Barnabéu por 2-0, em jogo da primeira mão das meias-finais da prova. Lionel Messi foi o herói da partida, ao marcar os dois golos da vitória catalã. O jogo ficou marcado pelas expulsões dos portugueses José Mourinho e Pepe, que até estava a ser o melhor em campo pelo Real Madrid.

A equipa orientada por Pep Guardiola fez uso do já clássico «tiki-taka» para dominar por completa a partida. O Barcelona conseguiu uma esmagadora percentagem de posse de bola, tendo feito quase 600 passes em toda a partida - o quádruplo do Real Madrid. Cristiano Ronaldo foi completamente anulado pela defensiva catalã, enquanto que Pepe revelou-se um jogador importante na posição de trinco, onde foi evitando o génio de Messi.

Após 60 minutos sem golos, o árbitro da partida Wolfgang Stark expulsou Pepe por uma entrada perigosa sobre Daniel Alves, embora a cor do cartão tenha parecido exagerada. Na sequência da expulsão, José Mourinho foi expulso por protestos, ele que continua a assistir à sua profecia: o Real Madrid nunca acaba com 11 jogadores frente aos «blaugrana».

Depois, só deu Barcelona... e Lionel Messi. Aos 76 minutos, Afellay rompeu pelo flanco direito e cruzou para um desvio vitorioso de Messi. A cinco minutos do final da partida, o melhor lance da noite: Messi agarrou na bola, passou por cinco (!) jogadores «merengues» e rematou, de pé direito, para golo. O astro argentino é agora o melhor marcador das competições europeias -a par de Falcao -, com 11 golos, sendo também o jogador adversário com mais golos de sempre no Santiago Barnabéu - seis tentos.

FC Porto sagra-se Campeão Nacional de Juniores três anos depois


Foi preciso esperar três anos para o FC Porto voltar a levantar o Título Nacional de Juniores. Depois de uma primeira fase imaculada, onde a equipa cedeu apenas três empates em 22 partidas, na fase final a equipa portista mostrou todo o seu poderio e bateu a concorrência, sagrande-se Campeão Nacional a duas jornadas do final da prova. Fundamental foi a vitória de hoje contra a Naval, na Figueira da Foz, por três bolas a zero, com bis de Pipo e Edu, a serem os marcadores de serviço. A equipa portista consegue assim o seu vigésimo título da história e cria mais uma fornada de excelentes jogadores, casos de Tiago Maia, que já se treinou por várias vezes com a equipa sénior, Tozé, Bacar ou o próprio Pipo, entre outros. Com a vitória de hoje, os azuis e brancos somaram 33 pontos, deixando o Sporting, que derrotou a União de Leiria por 4-2, sem qualquer hipotese, visto estar já a sete pontos. Nas próximas jornadas, o FC Porto recebe o Gondomar, fazendo ai a festa e depois visita o Seixal na última jornada.
O Benfica não foi além de um empate em Gondomar, a uma bola, enquanto que o Vit. Guimarães, que no início desta fase final parecia ser o adversário que iria dar mais luta aos portistas, continua sem conseguir vencer, somando o quinto jogo consecutivo sem vitórias, perdendo na tarde de hoje para o Sp. de Braga, por duas bolas a uma. A equipa encarnada ocupa o quarto lugar com 20 pontos, enquanto que os vimaranenses cairam já para a quinta posição com 18.

Schmeichel diz que Neuer seria o guarda-redes perfeito para o Manchester United

Lenda do Manchester United o dinamarquês Peter Schmeichel confessou hoje que o alemão Manuel Neuer será o guarda-redes perfeito para suceder a Edwin Van der Sar como dono da baliza dos "red devils". Schmeichel foi mais longe nesta sua preferência ao dizer que na sua opinião Neuer é actualmente o melhor guarda-redes do Mundo e que o seu estilo de jogo se adapta na perfeição ao Manchester United.
Relembre-se que o próprio treinador do United, Alex Ferguson, confessou ontem no rescaldo do confronto entre a sua equipa e o Schalke 04, a contar para a 1ª mão das meias-finais da Liga dos Campeões, que a exibição de Neuer teria sido provavelmente a melhor que havia visto em toda a sua carreira por parte de um guarda-redes! Os ingleses parecem por esta altura não estar sós na corrida pelos serviços do jovem internacional alemão de 25 anos, já que o nome do Bayern de Munique tem sido nos últimos dias apontado como outro dos prováveis destinos do actual “número 1” do Schalke.

Benfica contrata trio do Varzim

Neto (defesa, 22 anos), Tiago Terroso (médio, 23 anos) e Rafael Lopes (avançado, 19 anos) são os mais recentes reforços do Benfica. Os três jogadores, provenientes do Varzim, chegam à Luz através do protocolo que os dois emblemas assinaram no ano transacto. De acordo com a Lusa, os 'encarnados' vão pagar cerca de 250 mil euros aos poveiros, que salvaguardam uma percentagem numa futura transferência dos atletas.

Sílvio vai reforçar Atlético de Madrid

Sílvio, lateral do Sp. Braga, vai ser jogador do Atlético de Madrid. O acordo entre 'arsenalistas' e 'colchoneros' terá sido alcançado há poucas semanas, numa viagem de Jesús García Pitarch, director desportivo do Atlético, a Braga. O internacional português vinha a ser dado como certo no FC Porto, mas a equipa comandada por Quique Flores foi mais célere e fechou o negócio antes do fim da presente época.

O «confuso» Pádraig Amond (Paços de Ferreira)

» Amond muda de opinião em 24 horas
O irlandês Pádraig Amond, contratado pelo Paços de Ferreira no verão passado, está a viver a sua primeira experiência futebolística fora do Reino Unido. Com 23 anos, a adaptação a Portugal não tem sido fácil: ainda não foi nenhuma vez titular no Campeonato, tendo apenas entrado - por duas vezes - no onze inicial da equipa pacense na Taça da Liga, tendo marcado um golo, o único pelo clube.

Com pouco destaque nos média portugueses, o avançado tem dado várias entrevistas aos órgãos de comunicação irlandeses, no mínimo, incoerentes. No dia 21 de Abril, Pádraig disse ao 'The Sun' que o Benfica era a melhor equipa que alguma vez tinha defrontado, dizendo mesmo que os encarnados são superiores ao Real Madrid. No dia imediatamente a seguir, disse ao 'Daily Mirror' que o Benfica não chegava aos calcanhares do FC Porto. Na próxima entrevista, talvez o Sporting ou o Sp. Braga possam entrar na corrida...

Sobre o Benfica:
«Estou ancioso por jogar esta final [da Taça da Liga]. Um jogo tão importante contra um clube enorme contra o Benfica - eles são, de longe, a melhor equipa que alguma vez defrontei. O FC Porto ganhou o Campeonato, mas o Benfica impressiona-me mais, inclusive, que o Real Madrid», in "The Sun", versão irlandesa, 21-04-2011.

Sobre o FC Porto: 
«O FC Porto é uma máquina. O Benfica é uma boa equipa, mas não tão boa quanto o FC Porto. O Benfica tem algumas individualidades, mas o FC Porto é melhor e mais equipa», in "Daily Mirror", versão irlandesa, 22-04-2011.

Izmailov renova pelo Sporting até 2015

» Izmailov renovou por um ano
Marat Izmailov vai continuar ao serviço do Sporting até 2015, tendo prolongado o vínculo que o liga a Alvalade por mais uma temporada. Os «leões» já comunicaram a renovação com  médio russo à CMVM, colocando um ponto final nas especulações em torno do futuro do camisola 7.

A cumprir a sua quarta época em Portugal, Izmailov regressou aos relvados na jornada passada da Liga (27ª), em pleno Estádio do Dragão, depois de quase um ano ausente dos relvados por lesão. O jogador russo caiu nas boas graças dos adeptos ao ter-se recusado a cumprimentar João Moutinho, ex-capitão leonino, em pleno terreno de jogo, procurando agora corresponder ao apoio recebido.

terça-feira, 26 de abril de 2011

O Ninho da Águia: Manter!

No desporto, como na vida, nem sempre se ganha, desta vez perdemos e nada do que se possa vir a ganhar esta época vai compensar as derrotas já existentes, tem de ser esta a mentalidade de um clube como o Benfica, esta época foi um fracasso!

Mesmo assim, Jesus é para sair? Nem pensar!
Há que ter a coragem de manter um treinador que já provou a sua competência, a gestão de um clube não pode estar totalmente dependente das bolas que entram ou deixam de entrar, a decisão de alterar uma estrutura tem de ser muito bem ponderada, pior que um mau treinador são vários maus treinadores num curto espaço de tempo...

É simplesmente muito improvável um clube ganhar constantemente, as derrotas fazem parte da história de qualquer grande clube do mundo do futebol, há que encontrar um equilíbrio que permita ganhar mais que os rivais, e com esta estrutura acredito que seja possível!

A começar já pelo próximo dia 18 de Maio, eu ainda acredito!

Man. United a um passo da final

O Manchester United venceu esta noite o Schalke 04 em Gelsenkirchen, por duas bolas a zero, e está com um pé na final da Liga dos Campeões. Os 'reds devils' até poderiam ter construído um resultado mais dilatado, mas o guardião dos alemães, Manuel Neuer, esteve em grande plano, mostrando o porquê de ser desejado por Sir Alex Ferguson para substituir Van der Sar.

Depois do nulo ao intervalo, o United resolveu o jogo em apenas dois minutos: Ryan Giggs (67') e Wayne Rooney (69') foram os autores dos tentos que deram uma importante vantagem aos ingleses. Nani começou no banco, tendo entrado à passagem do minuto 83, para o lugar de Rooney. A segunda mão está marcada para 4 de Maio, em Old Trafford.

Para Ronaldo o Barcelona é melhor mas... o Real Madrid irá vencer

Retirado há pouco tempo dos relvados o brasileiro Ronaldo é dos poucos jogadores à face da terra que já vestiu as camisolas dos dois gigantes do futebol espanhol – e mundial – Real Madrid e Barcelona. Numa entrevista concedida hoje à SporTV do Brasil o ex-atacante avançou com uma previsão do confronto da próxima quarta-feira entre aqueles dois clubes a contar para a 1ª mão das meias-finais da Liga dos Campeões, tendo então afirmado que apesar do Barcelona jogar melhor o Real Madrid irá vencer. “O Barcelona é a equipa que melhor futebol praticou ao longo dos últimos 15 anos. Tem jogadores fantásticos e joga um futebol bonito e eficiente, mas o Real Madrid vai vencer o jogo de quarta-feira”, rematou o “fenómeno”.

Juve e Liverpool sonham com Villas-Boas

A Juventus e o Liverpool são os mais recentes 'colossos' europeus interessados nos serviços de André Villas-Boas. De acordo com a Gazzetta dello Sport, Villas-boas é a alternativa a Roberto Mancini, o preferido dos dirigentes 'bianconeros'. De Inglaterra também surgem ecos do interesse do dono do Liverpool, o bilionário John W. Henry, em contratar o treinador do FC Porto. O The Sun revela que Villas-Boas é o preferido do magnata norte-americano, pela campanha fantástica nos 'dragões' e pelo estilo semelhante ao de José Mourinho.

Ronaldo é o futebolista mais bem pago do mundo

Cristiano Ronaldo é o futebolista mais bem pago do planeta, segundo um estudo do portal Futebol Finance. O craque português ganha 12 milhões de euros por ano, enquanto o seu grande rival, Lionel Messi, aufere 10,5 milhões/ano.


Ricardo Carvalho (62º, 4.5 milhões), Pepe (88º, 4 milhões) e Deco (91º, 4 milhões) também figuram entre os 100 mais bem remunerados. 

Confira o top 10:

1º Cristiano Ronaldo (Real Madrid) - 12M
2º Lionel Messi (Barcelona) - 10,5M
3º Fernando Torres (Chelsea) - 10M
4º Yaya Touré (Manchester City) - 10M
5º Wayne Rooney (Manchester United) - 9,5M
6º Kaká (Real Madrid) - 9M
7º Zlatan Ibrahimovic (AC Milan) - 9M
8º Emmanuel Adebayor (Real Madrid) - 8,5M
9º Carlos Tevez (Manchester City) - 8M
10º Samuel Eto'o (Inter) - 8M

segunda-feira, 25 de abril de 2011

David Luíz não fala inglês... mas concorda com tudo

David Luiz
Reza a velha máxima que a linguagem do futebol é universal e David Luíz parece acreditar nisso... à letra. Após o final do confronto entre Chelsea e o West Ham - onde os blues venceram por 3-0, com golos de Lampard, Torres e Malouda -, o ex-Benfica foi chamado à «flash-interview» juntamente com Lampard e Torres. Como ainda não fala inglês, David Luíz limitou-se a concordar com tudo o que os seus colegas diziam, num ato de clara boa disposição e brincadeira.

No final, David Luíz lá teve direito a responder a uma pergunta: questionado sobre o Chelsea ia ganhar a Premier League, o internacional canarinho rematou com um «Go, Go Chelsea!».

Veja uma das «flash-interviews» mais hilariantes da época:

sábado, 23 de abril de 2011

Benfica conquista Taça da Liga

O Benfica conquistou a Taça da Liga pelo terceiro ano consecutivo, depois de bater o Paços de Ferreira por 2-1, no Estádio Cidade de Coimbra. Os 'encarnados' entraram bem na partida e chegaram ao golo à passagem do minuto 17, por intermédio de Franco Jara. Sem marcação, o argentino cabeceou para o fundo das redes, após cruzamento de Fábio Coentrão. O Paços podia ter chegado ao empate à meia hora de jogo, mas Manuel José desperdiçou uma grande penalidade, superiormente defendida por Moreira. Pouco antes do intervalo, Javi Garcia fez o 2-0, aproveitando mais uma falha de marcação dos 'castores'.

Na etapa complementar, inverteram-se os papéis. Os pupilos de Rui Vitória assumiram o controlo do jogo, e o Benfica começava a ceder à pressão e à fadiga. Luisão, aos 51', desentendeu-se com Moreira e fez auto-golo. Pairava em Coimbra o fantasma da última quarta-feira, e os adeptos 'encarnados' mudavam de semblante. O Paços carregou até final, sempre à procura do tento do empate, mas as 'águias' resistiram e voltaram a erguer o troféu. Moreira, habitual terceiro guarda-redes, foi eleito o homem do jogo.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Máquina do Tempo: O pontapé de saída do “derby eterno”

1 de Dezembro de 1907 é uma data que se encontra impressa a letras de ouro na história do futebol português. Neste dia o Campo da Quinta Nova, em Carcavelos, é o palco da primeira batalha entre dois “recém nascidos” que com o passar dos anos se tornaram em gigantes do desporto mundial. Os seus nomes? Sport Lisboa e Benfica e Sporting Clube de Portugal.
Nesse dia tinha início o primeiro capítulo de uma rivalidade desmedida e apaixonante que todos os anos – pelos menos em duas ocasiões – divide a Cidade de Lisboa em duas barricadas, uma verde e outra vermelha. É o grande derby do futebol português, e um dos mais intensos do “desporto rei” a nível global, é o “derby eterno” como assim ficou eternamente popularizado.

E derby não é derby sem uma pitada de picardia para aguçar ainda mais o apetite da rivalidade, e desde a primeira hora que um Benfica – Sporting, ou vice-versa, foi envolto em polémicas. Neste primeiro confronto, referente à 3ª jornada do Campeonato Regional de Lisboa, o Sporting entrou em campo com oito ex-benfiquistas no seu “onze” (!), nomeadamente José da Cruz Viegas, Emílio de Carvalho, Albano dos Santos, António Couto, António Rosa Rodrigues, Daniel Queirós dos Santos, Henrique Costa, e Cândido Rosa Rodrigues. Ao que parece o Sporting terá oferecido a estes jogadores condições de higiene, digamos assim, que não existiam na casa do rival, tais como um banho quente no final da cada jogo e camisolas limpas no intervalo dos mesmos!

E seria curiosamente um dos ”traidores” – na boca dos benfiquistas – , mais precisamente Cândido Rosa Rodrigues, a entrar definitivamente para a história dos “derbys eternos” já que é da sua autoria o primeiro golo de um duelo entre os dois rivais lisboetas.

Episódio caricato neste jogo foi o facto de minutos após Corga ter restabelecido a igualdade no marcador os jogadores do Sporting terem abandonado o terreno de jogo devido aos fortes aguaceiros que se abateram sobre Carcavelos, tendo voltado ao “campo de batalha” apenas por imposição do árbitro da contenda, o inglês Burtenshaw. E voltariam para festejar de novo na sequência de um lance infortúnio do lendário capitão benfiquista Cosme Damião que ao introduzir a bola na sua própria baliza oferece o triunfo – por 2-1 – aos “leões”.

Para a eternidade ficam os nomes dos guerreiros da primeira de muitas e intensas batalhas pintadas em tons de verde e vermelho:
Benfica: Persónio, Luís Vieira, Leopoldo Mocho, Alves, Cosme Damião, Bragança, Bermudes, António Costa, Corga, António Meireles, e França.
Sporting: Emílio de Carvalho, Queirós dos Santos, Belo, Albano dos Santos, Couto, Nóbrego de Lima, António Rodrigues, Eagleson, Viegas, Cândido Rosa Rodrigues, e Henrique Costa.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Depois de atropelar o Barça, Real quase esmaga a Taça do Rei...

Há 17 anos que o Real Madrid não vencia a Taça do Rei, e por pouco os 'merengues' não ficavam sem ela. Depois da vitória 'tirada a ferros' diante do arqui-rival Barcelona, jogadores e staff viajaram para Madrid, onde comemoraram a conquista pelas ruas da cidade. Em plena Praça Cibeles, Sérgio Ramos, que seguia na frente do autocarro descapotável, descuidou-se e deixou cair o troféu no chão. O motorista conseguiu imobilizar a viatura a tempo e evitou que a 'Copa' fosse amolgada para o museu do Real Madrid...

Confira as imagens:


O Reino do leão: Uma nova cara!

No passado domingo assistimos a um Sporting diferente, assistimos a um Sporting com atitude, com garra, com vontade de vencer, a lutar pela bola. Não o conseguimos, é verdade, até porque tinhamos pela frente o novo campeão nacional e a melhor equipa portuguesa da actualidade, mas deixamos uma imagem diferente nesse jogo, uma imagem mais condizente com a grandeza do nosso clube. Será que estamos finalmente a entrar numa nova era? Esperemos que sim.


Foi um jogo bem disputado, com o Sporting a entrar bem no jogo e a marcar primeiro, dando a sensação que era possível ganhar no Dragão, com boa troca de bola e alguns lances de perigo. Porém, contra uma equipa como o Porto e contra um jogador como Falcão, não pode haver deslizes, e o Sporting cometeu alguns, nomeadamente no segundo golo. É algo que tem de ser melhorado, e muito, na próxima temporada.
De destacar ainda a grande exibição de Patricio. Penso que Patricio ainda tem muito a aprender e tem uma grande margem de progressão, mas se analisarmos a sua evolução, nomeadamente na parte final desta temporada, verificamos que está mais concentrado, mais seguro entre os postes e mais comunicativo com a defesa. Até no seu "ponto fraco", as saídas, está mais seguro e confiante. Temos guarda-redes!

Por fim, de saudar o regresso de Izmailov à competição, quase um ano depois. Apesar de não estar a 100% fisicamente, demonstrou a habitual entrega, sem medo das disputas de bola e de ir ao choque. Para um jogador que esteve tanto tempo lesionado, isto diz muita coisa. De salientar o facto de Izmailov se ter recusado a cumprimentar Moutinho. Ver um jogador que nem é português sentir mais a nossa camisola do que Moutinho, que foi formado no clube e chegou mesmo a ser capitão indica que se calhar JEB tinha alguma razão....


por Jorge Saleiro

Mais um título para o melhor do Mundo

Ontem, André Villas-Boas disse que Mourinho está no "caminho certo para ser o melhor treinador de todos os tempos". E, também ontem, o Special One deu mostras de continuar a trilhar esse caminho. Com a vitória na Taça do Rei, frente ao Barcelona, já no prolongamento, José Mourinho mostrou que é, de facto, - e como tem sido acusado (que acusação é esta?) - um 'treinador de títulos'. (O técnico português respondeu à 'acusação' com um simples e assertivo 'obrigado').

José Mourinho não fez mais do que aquilo a que já nos tem habituado. Não falamos aqui do simples acto de ganhar, de conseguir uma vitória ou um título, mas sim do estratagema que compõe para o conseguir. Já o fez antes e, de sábado até ontem, tornou a fazê-lo. Sabe-se que o treinador luso gosta de proteger os seus jogadores ao máximo, para depois retirar o melhor deles. Para isso, chama a si toda e qualquer polémica, tirando a equipa do foco mediático. Assim, suporta a pressão e mantém os futebolistas concentrados para os desafios vindouros.

Foi o que aconteceu até ao jogo de ontem. Aguentou as acusações de ser "demasiado defensivo" e de não ser, sequer, treinador. Mas Mourinho mostrou que não é só um treinador de futebol; é o melhor treinador de futebol. O grande desafio para o português será conseguir resultados positivos nos próximos jogos da Champions. Porque, aí sim, terá de alcançar grandes resultados sem manhas mediáticas.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Real Madrid vence Barcelona e conquista a Taça de Espanha

O Real Madrid conquistou a Taça do Rei, graças a uma vitória por 1-0 frente ao Barcelona, na final da prova, após prolongamento. Cristiano Ronaldo foi a figura do encontro, ao marcar o golo vitorioso (103'). Pepe e Ricardo Carvalho também alinharam pela equipa «merengue», que conseguiu o primeiro troféu com José Mourinho no leme da equipa.

FC Porto vence Benfica na Luz (3-1) e está no Jamor


» Moutinho foi o melhor em campo

O FC Porto está na final da Taça de Portugal pelo terceiro ano consecutivo, graças a uma vitória frente ao Benfica por 3-1, em pleno Estádio da Luz, em jogo da segunda mão das meias-finais da prova. Os encarnados haviam conseguido uma vantagem de 2-0 no Estádio do Dragão, na primeira mão da eliminatória, mas acabaram por ver a equipa azul e branca festejar novamente na sua casa.

Depois de uma hora de jogo equilibrado - que teve no expoente máximo um lance onde Falcao surgiu isolado, mas Júlio César correspondeu com a defesa da noite (40') - o FC Porto carregou o seu adversário e conseguiu ultrapassar a muralha benfiquista, irreprensível até aqui. João Moutinho abriu o marcador com um remate fortíssimo, ainda fora da grande área (64').

Moralizados pelo golo, os «dragões» continuaram a atacar e conseguiram-no por intermédio de Hulk (72'), a finalizar uma excelente jogada ofensiva dos azuis e brancos - na repetição, Hulk parece ligeiramente adiantado em relação à linha defensiva. Com a eliminatória empatada, o FC Porto não deixou de atacar a defensiva encarnada e colocou-se em vantagem dois minutos depois: Falcao fez tudo sozinho, aguentou a pressão da defesa do Benfica, rematou, a bola sofreu um desvio num defesa e traiu Júlio César.

Com dois golos de desvantagem, o Benfica deu o tudo por tudo e conseguiu reduzir aos 80 minutos. A equipa de arbitragem assinalou uma grande penalidade inexistente sobre Saviola, que ainda deu direito a amarelo a Sapunaru - viria a ser expulso já após o fim do jogo, por protestos. Cardozo não perdoou e relançou o jogo. O FC Porto ainda teve mais dois lances para matar o jogo, mas a defesa encarnada não consentiu mais golos, embora também não tivesse conseguido marcar.

O FC Porto venceu o Benfica pela 4ª vez esta época, em cinco partidas possíveis, tendo ganho os dois jogos que disputou no Estádio da Luz. Os «dragões» vão defrontar o Vitória de Guimarães no Jamor e podem ser a primeira equipa na história da Taça de Portugal a conseguir vencer no Estádio Nacional por três vezes consecutivas.

Adriano lesiona-se no treino e pára 5 meses

Ainda não é desta que Adriano vai regressar aos relvados. O avançado do Corinthians lesionou-se no treino de ontem no tendão de aquiles esquerdo e vai enfrentar uma paragem de 5 meses. Contratado à Roma em Março, o 'imperador' estava a recuperar de uma operação ao ombro direito, e terá agora de sujeitar-se a nova intervenção cirúrgica. Os adeptos do 'Timão' vão ter de esperar até ver em acção a dupla Liedson-Adriano.

João Tomás renova com o Rio Ave

O veterano avançado João Tomás prolongou a ligação com o Rio Ave por mais uma época. Prestes a completar 36 anos, o internacional português é o segundo melhor marcador do campeonato, com 15 golos.

Os vila-condenses renovaram também o contrato de Braga, jogador que chegou no início da temporada, proveniente do Leixões.

Jesus e Villas-Boas desejados pelo Atlético de Madrid para substituir Quique Flores

Sendo a saída de Quique Flores do comando técnico do Atlético de Madrid no final da época um dado praticamente garantido a imprensa espanhola faz hoje eco da possibilidade do substituto do ex-treinador do Benfica vir a ser um português. E dois nomes saltam para cima da mesa, o de Jorge Jesus e o de André Villas-Boas, sendo que emissários dos colchoneros estarão hoje em Lisboa para assistir ao clássico entre Benfica e Porto a contar para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal de modo a estabelecer contactos com ambos os técnicos para tentar que um deles rume à capital espanhola em 2011/12.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Villas-Boas nega abordagem da Roma

André Villas-Boas negou peremptoriamente ter sido contactado pela Roma ou por qualquer outro emblema, com vista à contratação dos seus serviços para a próxima época: «Não surgiu convite da Roma nem de clube nenhum».

Na conferência de imprensa de antevisão ao clássico de amanhã, frente ao Benfica, o treinador do Porto anunciou que Beto será o titular, apesar de Helton estar em condições: «O Helton estava disponível, mas a decisão estava tomada. Este jogo é para o Beto, porque temos confiança máxima nas suas capacidades». Os médios Guarin e Belluschi, e o central Maicon, também estão fora dos convocados, os primeiros a contas com lesões, o segundo por opção técnica. Em sentido contrário, Sapunaru, Kieszek e Fernando voltaram às escolhas de Villas-Boas.

Guardiola tem Sandro debaixo de olho

Sandro, médio brasileiro do Tottenham, é apontado hoje pela imprensa inglesa como um dos alvos preferenciais de Pep Guardiola para reforçar o miolo do terreno do Barcelona na próxima temporada. Ainda segundo os meios de comunicação britânicos o treinador catalão terá enviado ao longo das últimas semanas a Inglaterra vários emissários seus com vista a recolher informações várias sobre o médio de 22 anos de idade.
Recorde-se que o Barça não é o único interessado em Sandro, pois os colossos de Milão, Inter e Milan, também já cobiçaram o internacional canarinho.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Liga ZON Sagres: Sp. Braga e Nacional empatam (1-1)

» Braga cede empate aos 90+1'
O Sporting de Braga e o Nacional da Madeira empataram a um golo esta noite na Madeira, no jogo que encerrou a 27ª jornada da Liga ZON Sagres. Com este resultado, a equipa bracarense está mais perto de garantir o 3º lugar na Liga, enquanto o Nacional continuará a disputar uma vaga de acesso à Liga Europa, até ver, com o Paços de Ferreira e o Rio Ave.

Os arsenalistas abriram o ativo aos 74 minutos, por intermédio do recém-entrado Hélder Barbosa, de cabeça, após cruzamento de Miguel Garcia. Já em período de descontos, após a marcação de um livre, Luís Alberto fez o golo do empate. O Sp. Braga passa a somar 44 pontos na 3ª posição, mais dois que o Sporting, 4º classificado. Por sua vez, o Nacional da Madeira divide o 6º lugar com o Rio Ave, com 36 pontos.

SL Benfica vs FC Porto, o (pen)último duelo de titãs

» Clássico a ferver vale presença no Jamor
Benfica e FC Porto disputam na próxima quarta-feira, no Estádio da Luz, o acesso à final da Taça de Portugal, a ser disputada no Jamor a 22 de Maio. Os encarnados partem para a segunda mão com uma vantagem de dois golos, fruto da vitória por 2-0 na primeira mão, disputada no Estádio do Dragão.

Numa época onde o FC Porto sucedeu ao Benfica na posição de campeão nacional e foi superior em todos os capítulos, a Taça de Portugal é vista como uma espécie de «salvação» da temporada para a equipa de Jorge Jesus. Contudo, os adeptos de ambos os clubes ainda anseiam uma final da Liga Europa entre as duas equipas. Até lá, é na Taça de Portugal que se concentram as atenções.

O FC Porto começou a presente temporada a vencer e fê-lo precisamente frente ao Benfica, na Supertaça, por 2-0. Rolando e Falcao marcaram os golos que deram início a uma senda vitoriosa da equipa azul e branca, enquanto o Benfica teve um dos piores inícios de época de sempre, onde contou com 4 derrotas em 5 partidas. 

À 10ª jornada da Liga, o Benfica visitou o Estádio do Dragão e foi goleado por 5-0, com Falcao e Hulk a bisarem e a completarem o golo inaugural de Varela. Contudo, já em Fevereiro, o Benfica «vingou-se» da goleada anteriormente sofrida e venceu no Estádio do Dragão por 2-0 (Coentrão e Javi Garcia), na primeira mão das meias finais da Taça de Portugal.

Numa altura onde as duas equipas se destacavam na Liga Europa e o FC Porto tinha o título de campeão nacional apenas à distância da certeza matemática, os «dragões» deslocaram ao Estádio da Luz à 25ª jornada da Liga, sabendo que uma vitória significaria a consagração de campeão nacional. O Porto venceu por 2-1, com golos de Guarín e Hulk contra o de Saviola. Os portistas festajaram o titulo de campeão nacional no Estádio do seu rival, sendo que tal não acontecia há 70 anos para ambas as partes.

Feitas as contas, o FC Porto tem um saldo vitorioso de 3-1 na presente temporada, traduzido em 9-2 em golos. Para seguir para o Jamor, os «dragões» têm de vencer por dois golos de diferença, sendo que o 2-0 dá direito a prolongamento, com a consequente marcação de grandes penalidades. A última vez que o FC Porto venceu na Luz por dois golos de diferença data de 1951 - vitória por 2-0, com um bis de Monteiro da Costa, avançado português entretanto falecido, que só conheceu o FC Porto ao longo da sua carreira. Nesse jogo, estavam 22 portugueses em campo; quarta-feira, não deverão estar mais de quatro.

Equipas prováveis:
FC PORTO: Hélton*; Sapunaru, Rolando, Maicon, Álvaro Pereira; Fernando, Moutinho, Guarín*; Varela, Hulk, Falcao.
SL BENFICA: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Coentrão; Javi Garcia, Carlos Martins, César Peixoto, Gaitán; Saviola, Cardozo.

*Estão em dúvida para o clássico. Em caso de indisponibilidade física, serão substiuídos por Beto e Belluschi, respetivamente.

Hulk na lista do AC Milan

O AC Milan é o mais recente 'colosso' europeu a mostrar interesse em Hulk. O 'Corriere dello Sport' avança que o internacional 'canarinho' está na lista de potenciais reforços dos 'rossoneri', bem como a jovem pérola do Anderlecht, Romelu Lukaku. Apesar da cláusula de 100 milhões de euros, Hulk é um sonho bem mais acessível que Cristiano Ronaldo, o grande desejo de Sílvio Berlusconi para a próxima época.

Villas-Boas rejeitou Roma

A caminhada vitoriosa de André Villas-Boas no FC Porto não tem passado despercebida pela Europa fora. De acordo com o 'calciomercato', o empresário Thomas DiBenedetto terá telefonado a Villas-Boas para tentar convencê-lo a rumar aos 'giallorossi', mas o técnico dos 'dragões' terá recusado. A mesma fonte adianta ainda que DiBenedetto, representante dos investidores americanos que compraram a Roma, vai voltar à carga muito em breve.

Nani no 'onze' ideal da Premier League

O internacional português Nani foi escolhido para o 'onze' ideal do ano em Inglaterra. O extremo do Manchester United também concorria na categoria de melhor jovem, mas perdeu para Jack Wilshere, médio do Arsenal.

Gareth Bale, talentoso defesa-esquerdo do Tottenham, foi eleito o melhor jogador do ano.


Confira o 'onze' ideal da Premier League:

Guarda-redes: Van der Sar (Man. United)

Defesas: Sagna (Arsenal), Ashley Cole (Chelsea), Vidic (Man Utd) e Kompany (Man. City)

Médios: Nani (Man. United), Nasri (Arsenal), Jack Wilshere (Arsenal) e Gareth Bale (Tottenham)

Avançados: Tévez (Man. City) e Berbatov (Man. United)

domingo, 17 de abril de 2011

Liga ZON Sagres: FC Porto bate Sporting (3-2)

» Falcao voltou a bisar ante o Sporting
O FC Porto continua com a sua senda vitóriosa, desta feita graças a uma vitória caseira frente ao Sporting, por 3-2, em jogo da 27ª jornada da Liga ZON Sagres. Com esta vitória, os «dragões» estabeleceram um novo recorde de pontos a nível nacional desde que a Liga é disputada a 30 jornadas - 77 pontos (25 vitórias e dois empates). Por sua vez, o Sporting pode ter perdido a hipótese de terminar o campeonato em 3º lugar.

Num jogo onde os campeões nacionais dominaram e controlaram, até foi o Sporting a adiantar-se no marcador. Fê-lo aos 11 minutos, por intermédio de André Santos, num remate que sofreu um desvio e traiu Hélton (viria a sair lesionado a meio da segunda parte, devido a uma lesão cuja gravidade ainda não foi apurada).

Em desvantagem, o FC Porto aumentou a intensidade de jogo e empatou a partida, graças a um cabeceamento fulminante de Falcao (26'). Foi da mesma forma que o FC Porto chegou à vantagem, já com cinco minutos da primeira parte: João Moutinho assinou um lance de génio e assistiu o goleador colombiano para novo voo e novo golo - Falcao tem agora 14 golos, menos um que João Tomás, vice-líder dos goleadores da Liga. Os «dragões» continuaram a carregar o adversário e só não golearam porque Rui Patrício - o melhor dos «leões» - assinou uma exibição de grande nível.

Com 87 minutos de jogo, o recém entrado Walter fez o 3-1 para o FC Porto, um golo naturalmente muito festejado por si e pelos seus companheiros de equipa. Com uma vantagem folgada o FC Porto baixou a guarda e o Sporting aproveitou para reduzir, por intermédio de Matías Fernandez (88'), tento insuficiente para evitar a derrota.

O FC Porto soma 77 pontos em 27 jornadas, enquanto o Sporting está na 4ª posição com 42 pontos, menos um que o Sp. Braga, que encerra amanhã a jornada na Madeira, onde vai defrontar o Nacional.

Liga ZON Sagres: Benfica, Rio Ave e Portimonense vencem

» Jara voltou aos golos
O Benfica venceu esta tarde o Beira-Mar por 2-1, em jogo da 27ª jornada da Liga ZON Sagres. Jorge Jesus voltou a apostar num onze composto pelos jogadores menos utilizados, poupando os habituais titulares para o encontro de quarta-feira frente ao FC Porto, a contar para as meias-finais da Taça de Portugal.

Golos só na segunda parte: primeiro foi Sidnei a marcar (54'), depois Jara fechou as contas (71'). Já no último minuto, Yartey, jovem emprestado pelo Benfica ao Beira-Mar, fez um golo espetacular, através de um remate fortíssimo fora da grande área.

O Benfica bem se pode queixar de um golo mal invalidado em cima do intervalo: Aimar bateu um livre indireto, a bola desviou num defesa do Beira-Mar e entrou na baliza adversária, mas o árbitro Elmano Santos considerou que a bola entrou de forma direta.

Apesar da derrota, o Beira-Mar já tem a manutenção na Liga principal do futebol português garantida - está no 10º lugar, com 32 pontos. O Benfica soma 58 pontos na 2ª posição, também já garantida.

Rio Ave vence Naval (1-0) e está nos lugares europeus
A Naval está perto de ser despromovida da Primeira Liga. Depois de ter derrotado o Benfica, a equipa da Figueira da Foz foi a Vila do Conde perder com o Rio Ave por 1-0, golo de Milhazes (13'). Com este resultado, a Naval está no 15º lugar com 23 pontos, a cinco da linha de água. Por sua vez, a vitória do Rio Ave vale um provisório 6º lugar, com 36 pontos, posto que vale um lugar na Liga Europa.

Portimonense bate U. Leiria (1-0) e adia despromoção
Um golo de Pedro Silva (63') permitiu à equipa do Portimonense vencer a União de Leiria (0-1) e voltar a sonhar com a permanência, ainda que tal cenário seja praticamente impossível. A equipa de Portimão ocupa o último lugar na Liga, com 22 pontos, a seis da linha de água. A União de Leiria continua no 11º lugar, com 30 pontos.

sábado, 16 de abril de 2011

Liga ZON Sagres: Vit. Guimarães bate Marítimo (2-0)

» Vit. Guimarães voltou às vitórias
O Vitória de Guimarães venceu hoje o Marítimo por 2-0, em jogo da 27ª jornada da Liga ZON Sagres, colocando fim a uma série de seis encontros sem conseguir os três pontos. No Minho, Rui Miguel (55') e Renan (85') fizeram os golos que valem à equipa vimaranense um provisório 5º lugar (37 pontos). O Marítimo tem a luta pelos lugares europeus dificultada - ocupa o 9º lugar, com 32 pontos.

Olhanense e Paços de Ferreira ficam pelo nulo
Com os olhos postos nos lugares europeus, o Paços de Ferreira foi a Olhão empatar a zero, resultado que põe fim a uma série de quatro derrotas consecutivas para ambas as equipas. O Paços de Ferreira está no 7º lugar, com 34 pontos, enquanto o Olhanense é 13º com 29 pontos.

Académica e Vit. Setúbal empatam a uma bola
No jogo inaugural da 27ª jornada da Liga, Académica e Vitória de Setúbal empataram a um golo, numa partida marcada por uma fraca arbitragem de Jorge Jousa. Com golos de Miguel Fidalgo (38') para os da casa e de Cláudio Pitbull para os sadinos (81'), as duas equipas têm a permanência na Primeira Liga praticamente garantida.

Messi e CR7 marcam no empate entre Real Madrid e Barcelona (1-1)

» Craques 'empataram-se'
Real Madrid e Barcelona empataram esta noite no Santiago Barnabéu a um golo, em jogo da 32ª jornada da Liga espanhola. Com este resultado, o Barcelona segue na liderança do campeonato com 85 pontos, mais oito que os «merengues», isto a seis jornadas do fim da competição.

Na antevisão ao clássico, José Mourinho disse que não há jogo em que o Real Madrid termine com 11 jogadores frente ao seu rival e a profecia cumpriu-se - mas com justiça-se, diga-se. Aos 53 minutos, Raúl Albiol placou David Villa depois de ter jogado a bola com a mão dentro da grande área e o árbitro assinalou grande penalidade, expulsando o defesa espanhol. Na conversão, Lionel Messi abriu o ativo.

Foi já a dez minutos do fim da partida que o Real Madrid conseguiu chegar ao empate. Marcelo foi derrubado na grande área catalã e, na conversão da grande penalidade, Cristiano Ronaldo fez o tento do empate, o seu primeiro frente ao Barcelona. O extremo português cumpriu os 90 minutos, assim como a dupla Ricardo Carvalho - Pepe.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Europa (Ibérica) League

O futebol português está de parabéns. Esta quinta-feira ficará na memória do desporto-rei nacional, uma vez que foi alcançado um feito inédito: três equipas portuguesas nas meias-finais da Liga Europa e haverá, certamente, um representante luso em Dublin, a disputar a final. O FC Porto gelou a já fria cidade de Moscovo com uma vitória por 5-2 e viu o Benfica empatar na Holanda, enquanto o Sp. Braga empatou a zero com os ucranianos do Dinamo de Kiev, resultado que bastava aos bracarenses.

Depois do FC Porto ter garantido a passagem às semi-finais com a vitória em Moscovo frente ao Spartak, Benfica e Sporting de Braga entravam em campo com o intuito de repetir a façanha. Contudo, a tarefa de encarnados e arsenalistas foi bem mais custosa do que a dos dragões, que defrontarão o Villarreal na próxima eliminatória.


O Benfica chegou à Holanda com uma vantagem confortável (4-1), mas entrou mal no jogo e viu o PSV Eindhoven chegar rapidamente a uma vantagem de dois golos - o 3-0 dava a passagem aos holandeses - e o sentimento de insegurança instalou-se entre a equipa e os milhões de adeptos que seguiam o jogo colados à televisão. Mas os pupilos de Jorge Jesus, apesar de algumas contrariedades, conseguiram manter-se firmes e já perto do intervalo reduziram para 2-1, por intermédio de Luisão, que fez o gosto ao pé num remate acrobático. E nesse momento percebeu-se que o jogo estava resolvido. Na segunda parte, os encarnados chegaram à igualdade graças a um penalty convertido por Cardozo, a castigar falta clara sobre César Peixoto. Nota final para Salvio, que se lesionou no pé esquerdo e pode ter o resto da temporada em risco.

Depois da igualdade a uma bola conquistada na Ucrânia, bastava ao Braga que não houvesse golos na Pedreira para garantir a passagem às meias-finais. Ainda assim, os pupilos de Domingos rapidamente mostraram que não queriam segurar o empate. Contudo, a expulsão de Paulo Sérgio à meia hora de jogo foi um duro revés para os arsenalistas, que tiveram de resguardar mais a baliza de Artur. E a verdade é que os guerreiros minhotos, com uma coesão e rigor táctico fantásticos, conseguiram levar a sua avante e tiveram os principais lances de perigo, por intermédio de Lima. O jogo terminou sem que o 'placard' sofresse alterações e a festa foi dos bracarenses que, numa campanha histórica na Europa, marcarão presença nas meias-finais contra o Benfica.

As meias-finais estão marcadas para 28 de Abril e 5 de Maio. Na 1ª mão, Benfica e Braga jogam no Estádio da Luz, enquanto o Villarreal se desloca ao estádio do Dragão.

Máquina do Tempo: A final mais épica da história das competições europeias de clubes

Agora que as grandes decisões europeias ao nível de clubes se aproximam a passos largos a “Máquina do Tempo” decidiu hoje fazer uma viagem até 1960, ano em que o “Velho Continente” presenciou aquela que muitos ainda hoje afirmam ter sido a final mais épica da histórias das competições europeias. E assim o foi, dizem os teóricos da bola, não só pela sua espectacularidade e pela fartura de golos que ali nasceram mas sobretudo pela consagração daquela que foi uma das mais espectaculares “máquinas” de futebol da história do jogo: o Real Madrid das décadas de 50/60.


Realizado no dia 18 de Maio de 1960 este jogo fez igualmente história pelo facto de nele terem estabelecidos alguns recordes em finais da prova rainha do futebol europeu que ainda hoje prevalecem intocáveis. Desde logo a moldura humana presente no Hampden Park, de Glasgow (Escócia), o palco desta final: aproximadamente 130 mil almas lotaram por completo o santuário do futebol escocês. Recorde foi também o número de golos marcados: 10 (!), 7 para o Real Madrid e 3 para o Eintracht.


Espanhóis que face a esta incrível e inesquecível vitória por 7-3 conquistariam a sua quinta TCCE consecutiva (também este um recorde de triunfos consecutivos em provas europeias), prova clara de que na altura a sua supremacia no futebol europeu era por mais do que evidente. Para – mais – este triunfo muito contribuiram as fenomenais exibições das estrelas-mor madrilenas: Puskas, Di Stefano, Gento, e Del Sol.


Neste duelo o Eintracht até começou melhor, tendo um claro domínio durante a primeira meia hora da contenda, não sendo como tal de surpreender que ao minuto 18 fizesse balançar as redes pela primeira vez naquela épica tarde por intermédio de Kress. O segundo golo dos campeões alemães esteve por mais do que uma ocasião muito perto de acontecer, mas a mestria do “gigante” espanhol aos poucos começou a vir ao de cima e o empate surgiu aos 27 minutos pelo mago Di Stefano. O hispano-argentino estava endiabrado e dois minutos volvidos faria o 2-1. Ainda antes do intervalo outro “diabo” merengue elevaria os números para 3-1. Puskas era o seu nome. Mas o melhor ainda estava para vir. Um autêntico recital da orquestra madrilena na etapa compelmentar eclipsou de vez o combinado germânico. O “major galopante” (Puskas) marcaria mais três golos consecutivos e decidiria a contenda. Mas os alemães queriam fazer parte da história, queriam sobretudo entrar naquele espectáculo magistral de futebol, e continuaram ao ataque em busca de golos. Como tal aos 72 minutos Stein reduziu para 2-6.


Por esta altura o jogo decorria em jeito de parada e resposta a um ritmo diabólico, como se nada estivesse ainda decidido, e no minuto seguinte ao tento germânico Di Stefano fez o seu terceiro golo e dilataria o score para 7-2. Dois minutos volvidos e Stein bisaria. 7-3. Rezam as crónicas da altura que «até final muitas mais oportunidades aconteceram para ambos os lados, impedindo os espectadores de irem mais cedo para casa. Mas o 7-3 manteve-se, honrando vencedores e vencidos».


Anos mais tarde outra lenda do futebol mundial, de seu nome Bobby Charlton, resumiria assim o épico desafio: «O meu primeiro pensamento foi que este jogo era uma mentira, um filme, porque estes jogadores fizeram coisas que não são possíveis, não são reais, não são humanos!».

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Liga Europa: FC Porto esmaga Spartak e está nas meias finais

» FC Porto venceu 10-3 na eliminatória
O FC Porto garantiu o apuramento para as meias-finais da Liga Europa, fruto de uma goleada por 5-2 no terreno do Spartak Moscovo. Recorde-se que, na primeira mão, realizada no Estádio do Dragão, o FC Porto já havia cilindrado a equipa russa por 5-1.

Hulk foi o primeiro a gelar a formação moscovita, abrindo o marcador aos 28 minutos, depois de uma cavalgada de 60 metros, que só parou com a bola no fundos das redes. A fechar a primeira parte, o Incrível bateu um canto que encontrou a cabeça de Cristian Rodríguez, que marcou no seu 100º jogo com a camisola do FC Porto.

A segunda parte abriu com novo golo dos «dragões»: Falcao assisiu Guarín para um remate certeiro, depois de ele próprio ter testado o guardião adversário. Pouco depois, Artem Dzyuba humilhou Otamendi e Rolando com duas fintas estonteantes e atirou para golo (52'). Contudo, foram precisos apenas dois minutos para a equipa azul e branca voltar a marcar: Falcao, o melhor marcador da Liga Europa, fez, de cabeça, o seu 11º golo na prova. O Spartak viria a marcar mais um golo, por intermédio de Ari (72'), que ganhou na disputa de bola com Rolando. Já em cima do minuto 90, James Rodríguez atirou à trave, mas na recarga Ruben Micael fez o seu 3º tento na Liga Europa e o 5-2 final.

O FC Porto aguarda o desfecho do Twente - Villarreal para conhecer o seu adversário nas meias finais da Liga Europa. Por sua vez, o Benfica vai aindar medir forças com o PSV e o Sp. Braga com o Dínamo Moscovo.

Yannick na mira do West Ham

O bom momento de forma que Yannick Djaló atravessa despoletou o interesse de vários emblemas ingleses na sua contratação. Segundo o 'Daily Mirror', o West Ham pode avançar com uma proposta pelo avançado luso-guineense no final de temporada, estando o Sporting a pedir cerca de 9 milhões de euros. De acordo com a mesma fonte, Tottenham, Fulham e Everton também estão de olho no avançado leonino.

São Paulo quer juntar Forlán a Luis Fabiano

Cerca de 40 anos depois, o São Paulo poderá vir a contar com mais um membro do clã Forlán. Segundo a Sportv brasileira, Diego está em vias de seguir as pisadas do pai, Pablo, que virou ídolo da 'torcida' na década de 70. O 'Tricolor' está em negociações com o Atlético de Madrid, e dinheiro não será problema. O jovem promissor Casemiro pode ser incluído no negócio.

Em declarações à Rádio Pan, Pablo Forlán falou da forte possibilidade do filho rumar ao Morumbi: «Ele e o Luis Fabiano formariam um ataque formidável. Conversei com o Diego hoje e ele não sabe de nada, mas acredito que uma negociação seria viável. Ele tem mais dois anos de contrato com o Atlético, mas acho que um acordo poderia acontecer. Sem dúvida nenhuma, o Diego gostaria de jogar em um clube como o São Paulo».

O São Paulo contratou recentemente Luis Fabiano, por um valor a rondar os 7,5 milhões de euros, e a possibilidade de juntar o ex-jogador do Sevilha a Forlán está a causar euforia entre os adeptos 'tricolores'.

O perigo de uma final portuguesa

Talvez seja estar a deitar foguetes antes da festa, mas esta é uma questão que merece reflexão atempada. Há fortes possibilidades de termos uma equipa portuguesa na final da Liga Europa – como tenho vindo a dizer de há umas semanas para cá. As probabilidades de serem dois conjuntos lusos a atingir a última partida da competição também são bastante altas. E é sobre esta possibilidade que proponho alguma reflexão.

Todos temos visto, com atenção e interesse – e muitos com paixão também -, as partidas que se têm disputado nesta temporada, em particular, entre FC Porto e Benfica. E não ficamos indiferentes às quezílias omnipresentes entre adeptos e, mais importante ainda, entre os jogadores, dentro de campo. Pois é esse o factor a corrigir. É verdade que, caso FC Porto e Benfica atinjam a final – são os mais bem colocados para isso -, as rivalidades ficarão ainda mais ao rubro do que se estivesse ‘apenas’ uma competição nacional em jogo. Não está. O que está em disputa é a conquista deste troféu pela terceira vez na História do Futebol Português.
- Sporting conquistou a Taça das Taças em 1964, FC Porto a Taça UEFA em 2003, troféus antecessores da actual competição.

Por isso mesmo, será de esperar que as emoções estejam à flor da pele e que se vejam cenas menos bonitas dentro e fora de campo. Convido os adeptos e os clubes a pensar que, embora seja uma competição, esta é também uma oportunidade de ouro para mostrar à Europa e ao Mundo que se joga bom futebol em Portugal e, acima de tudo, que somos minimamente civilizados. Evitem-se os vermelhos em campo. Evitem-se as cenas de pancadaria nas ruas de Dublin. Hooligans têm-nos eles. Nõs nunca o fomos e parece-me que nunca almejaremos sê-lo – e ainda bem. Respeito e fair-play. E aprecie-se a pura beleza de um jogo de futebol que tem tudo para ser brilhante. Se acontecer, claro está.