segunda-feira, 18 de abril de 2011

SL Benfica vs FC Porto, o (pen)último duelo de titãs

» Clássico a ferver vale presença no Jamor
Benfica e FC Porto disputam na próxima quarta-feira, no Estádio da Luz, o acesso à final da Taça de Portugal, a ser disputada no Jamor a 22 de Maio. Os encarnados partem para a segunda mão com uma vantagem de dois golos, fruto da vitória por 2-0 na primeira mão, disputada no Estádio do Dragão.

Numa época onde o FC Porto sucedeu ao Benfica na posição de campeão nacional e foi superior em todos os capítulos, a Taça de Portugal é vista como uma espécie de «salvação» da temporada para a equipa de Jorge Jesus. Contudo, os adeptos de ambos os clubes ainda anseiam uma final da Liga Europa entre as duas equipas. Até lá, é na Taça de Portugal que se concentram as atenções.

O FC Porto começou a presente temporada a vencer e fê-lo precisamente frente ao Benfica, na Supertaça, por 2-0. Rolando e Falcao marcaram os golos que deram início a uma senda vitoriosa da equipa azul e branca, enquanto o Benfica teve um dos piores inícios de época de sempre, onde contou com 4 derrotas em 5 partidas. 

À 10ª jornada da Liga, o Benfica visitou o Estádio do Dragão e foi goleado por 5-0, com Falcao e Hulk a bisarem e a completarem o golo inaugural de Varela. Contudo, já em Fevereiro, o Benfica «vingou-se» da goleada anteriormente sofrida e venceu no Estádio do Dragão por 2-0 (Coentrão e Javi Garcia), na primeira mão das meias finais da Taça de Portugal.

Numa altura onde as duas equipas se destacavam na Liga Europa e o FC Porto tinha o título de campeão nacional apenas à distância da certeza matemática, os «dragões» deslocaram ao Estádio da Luz à 25ª jornada da Liga, sabendo que uma vitória significaria a consagração de campeão nacional. O Porto venceu por 2-1, com golos de Guarín e Hulk contra o de Saviola. Os portistas festajaram o titulo de campeão nacional no Estádio do seu rival, sendo que tal não acontecia há 70 anos para ambas as partes.

Feitas as contas, o FC Porto tem um saldo vitorioso de 3-1 na presente temporada, traduzido em 9-2 em golos. Para seguir para o Jamor, os «dragões» têm de vencer por dois golos de diferença, sendo que o 2-0 dá direito a prolongamento, com a consequente marcação de grandes penalidades. A última vez que o FC Porto venceu na Luz por dois golos de diferença data de 1951 - vitória por 2-0, com um bis de Monteiro da Costa, avançado português entretanto falecido, que só conheceu o FC Porto ao longo da sua carreira. Nesse jogo, estavam 22 portugueses em campo; quarta-feira, não deverão estar mais de quatro.

Equipas prováveis:
FC PORTO: Hélton*; Sapunaru, Rolando, Maicon, Álvaro Pereira; Fernando, Moutinho, Guarín*; Varela, Hulk, Falcao.
SL BENFICA: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Coentrão; Javi Garcia, Carlos Martins, César Peixoto, Gaitán; Saviola, Cardozo.

*Estão em dúvida para o clássico. Em caso de indisponibilidade física, serão substiuídos por Beto e Belluschi, respetivamente.

8 comentários:

Rui M. disse...

Não fosse a boa margem de dois golos trazida do dragão, o benfica não tinha qualquer hipotese..

Anónimo disse...

Se o arbitro cumprir o dever, o jogo é de tripla

Carlos Barata disse...

O Benfica precisa de vencer esta eliminatória. Até para afastar o fantasma de eles terem ganho la o titulo e por haver a possibilidade de se encontrarem na final da Taça UEFA.

Anónimo disse...

O SLB VAI DAR NA BOCA Á TRIPEIRADA E NA FINAL DA LIGA EUROPA TB. VÃO FICAR COM UM MELÃO QUE MAIS NINGUÉM OS OUVE AHAHAHAHAHAHA

Anónimo disse...

falta um defesa ao benfica nos onzes que vocês especularam

João Ruela disse...

Bem visto amigo leitor. Faltava o Sidnei. Os nossos agradecimentos e desculpas.

Diogo disse...

nao tem de agradecer, nem de pedir desculpa. eu é que agradeço pelo previlégio de consultar a vossa conceituada revista

Diogo disse...

ja agora, eu fui o anónimo que indicou essa lacuna xD